Sempre fui ligado ao lado artístico, sou músico guitarrista, desenhista, chef de cozinha, trabalho com vídeo ,com animação 2D e 3D, enfim, tudo que diz respeito a arte, eu gosto.

Sempre ouvi das pessoas com sensibilidade: Isto é coisa de Aquariano, rsrs…

Hoje posso dizer que, há 6 anos, realmente ,encontrei dentro das artes, o que mais gosto e sei fazer, que é a Fotografia.

Toda arte requer um dom natural, para ser executada com sensibilidade, quem não possui este dom natural, acaba sendo extremamente técnico, porém sem sensibilidade alguma.

Isto é chamado de “Feeling” em português, sentimento.

Na música, uma obra tem que ser tocada com feeling, caso contrário, percebe-se que ela fica vazia, sem dinâmica, sem cadências, na pintura, na dança, no teatro, tudo requer feeling.

No preparo de um prato, se não houver essa sensibilidade na combinação do ingredientes, temperos, e na forma de cozinhar, o resultado é frustrante.

Na fotografia, não é diferente, o Feeling tem que existir dentro do fotógrafo, o dom natural tem que estar ali.

Enquadramento das fotos, escolha de ângulos, escolha do local, do tema e do estilo de cada foto , na escolha dos “LOOKS” (roupas), na escolha das pessoas que irão compor a sua equipe, produção, assitentes, maquiadores, uso coerente da tecnologia para tratamento das imagens, até mesmo, saber captar aquilo que a cliente quer, e nem tem idéia do que quer. Tudo isso está no dom, no feeling natural , que ,ou a pessoa tem, ou não tem, e devem estar 100 % em sintonia e harmonizado, para que o resultado seja o esperado pela cliente.

Procurando mudar, inovar, sair do padrão, que quase que por comodidade e falta de ousadia e criatividade, veio sendo imposto por muitos, é que venho estudando há muito tempo formas de mudar e inovar as minhas fotos,fazendo com que elas sejam únicas e exclusivas para cada cliente.

Resultado ? 100% de clientes muito satisfeitas, felizes com suas fotos.

Raul Portugal Fotografias - Todos os direitos reservados - @2017